TRATAMENTO DE DEPENDÊNCIA EM JOGOS

TRATAMENTO PARA
DEPENDÊNCIA EM JOGOS

Os jogos, antes encontrados apenas em forma de tabuleiros e peças físicas, hoje conquistam um mundo de internautas dispostos a encontrar nos vídeos games, computadores ou celulares, simuladores que são tão bem elaborados que parecem com a realidade. Em um primeiro momento, a criação dos jogos tem explicação positiva, uma vez que eles foram criados como forma de lazer e para que itens como a coordenação motora e o raciocínio fossem testados.

Porém, com tamanhas evoluções tecnológicas, hoje são elaborados gráficos de games que trazem a intenção de entreter o jogador por mais tempo do que se pretendia por ele. Isso porque, os jogos já são elaborados com a ideia de etapas e desafios a serem cumpridos e isto requer tempo. Desta forma, quanto mais tempo se passa jogando, mais rápido o jogo consegue ser fechado, o que é o objetivo de qualquer jogador: conseguir passar por todas as etapas.

Então, aquele objeto que antes servia como passa tempo, passa a ser prioridade, enquanto as ações cotidianas exigidas ficam para segundo plano. Não há fronteiras que acabem com a popularidade dos jogos para eletrônicos, uma vez que este mercado não para de criar novas possibilidades de criação e então venda, o que seria positivo se fosse elaborado para fins de utilização em alguns momentos apenas.

Porém, as fabricantes dos jogos não são responsáveis pelo tempo em que se gasta jogando, isto dependerá de cada um, uma vez que, o objetivo delas é apenas vender. Sem dúvidas elas já criam alguns mecanismos para fazer com que cada um queira passar muito tempo jogando, porque assim, logo aquele jogo será concluído e o jogador precisará de outras opções, que a mesma empresa vai oferecer.

As possibilidades de estilos destes jogos também chamam a atenção dos críticos, uma vez que tem jogo para agradar qualquer pessoa. Pra as crianças, diversas opções infantis, inclusive que contam com a presença de personagens de desenho animado. Para os adolescentes opões que vão desde o tradicional futebol até os mais procurados hoje, de ação. O público feminino que não gosta da mesma tipologia pode ainda optar por jogos que podem ser utilizados para cantar, dançar, que trabalham com a moda ou ainda dispõe alternativa do mundo feminino. Normalmente estes jogos criados para adolescentes, agradam também o público adulto.

Até então tudo bem, você instala um jogo no celular, compra um vídeo game e ainda, quando está online e tem tempo, joga pelo computador. Mas e quando esta possibilidade de lazer se torna uma necessidade? Quando a pessoa passa a não ter vontade mais de realizar outras atividades a não ser jogar? Então é o momento de se procurar ajuda, pois acredite: você está viciado.

O vício pelos games não é diferente de qualquer outro tipo de dependência, já que pode causar os mesmos problemas sociais e psicológicos do que qualquer substância química, por exemplo. Muitas pessoas acreditam que o jogo é tão bom porque, sem nem ao menos perceberem, estão encontrando nele, possibilidades que não encontram na sua rotina. Assim, ser um personagem rico, que possui mansões, os melhores carros e domina a cidade, é a melhor opção para fugir da realidade, porque naquele momento do jogo, se tem regalias das quais na vida real não existem.

A pessoa começa a ser definida como viciada em jogos quando depende daquilo para acordar bem humorado, por exemplo, e age com irritabilidade todas as vezes que alguém, por algum motivo, pede que pare de jogar naquele determinado momento. Na escola, por exemplo, os jogos são levados através do aparelho celular e se o professor permitir, quando o estágio do jogador já está no nível viciado, ele passará a aula inteira jogando. Algumas vezes, quando algumas escolas não permitem o acesso ao celular durante as aulas, estes alunos preferirão falta na aula a abandonar o aparelho, já que assim, terão mais tempo para jogar no conforto de suas casas.

É então, quando a pessoa não admite que necessita de ajuda, que um responsável por ela deverá auxiliar, porque o vício não pode ser mantido, a menos que se deseje que a pessoa acabe sozinha, apenas ela e a seus jogos. Muitas vezes, apenas conversar com a pessoa explicando o mal que os jogos estão fazendo não adianta e por isso há a possibilidade de contratação de profissionais específicos para isso.

Através de diversas possibilidades de tratamentos deste mal é possível terminar o procedimento totalmente liberto dos jogos. Em nossa clínica, contamos com todo o procedimento necessário feito por profissionais altamente capacitados e que encontrarão a melhor forma para cada caso individual de dependência em celular.

SOBRE

Somos uma empresa que visa promover saúde e contamos com excelentes unidades de tratamento que atendem as necessidades de cada paciente. Mais que a obtenção de resultados, a satisfação do paciente e familiares é o nosso foco. Contamos com um corpo clínico altamente qualificado e preparado para atender todos os níveis de Dependência Química e comorbidades.

últimas postagens

CONTATO

Fixo: 11 4116.8001

WhatsApp e Vivo: 11 9 9978.8008

Tim: 11 9 5293.3936